Voltar

 
 
mmmmmmmmmmmmmmm

 


 

 



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Centro de Saúde de Sernancelhe  
 
 
  Missão e valores
  Quem serve o C. de Saúde 
  Marcação de consulta
  Cartão de utente
  Vacinação
  Saúde escolar
  Consulta de recurso
  Cuidados continuados
  Gabinete do utente
  Saúde pública
 

 Missão e valores

 

No Centro de Saúde de Sernancelhe os vários funcionários estão vocacionados e orientados para o servir melhor através de uma ampla oferta de serviços que abrange toda a funcionalidade dos Cuidados Primários de Saúde, a Medicina Geral /  Familiar e a Saúde Pública.
 

O corpo médico, a forte componente técnica e humana do quadro de enfermagem, de técnicos e de auxiliares, a disponibilidade da tecnologia apropriada ao serviço dos cuidados primários, e uma recente organização apropriada especialmente pensada para melhor o servir caracterizam o Novo Centro de Saúde de Sernancelhe.
 

 

 
 
 

 

 

            Missão e Valores

 
  No Centro de Saúde de Sernancelhe os vários funcionários estão vocacionados e orientados para o servir melhor através de uma ampla oferta de serviços que abrange toda a funcionalidade dos Cuidados Primários de Saúde, a Medicina Geral /  Familiar e a Saúde Pública.

O corpo médico, a forte componente técnica e humana do quadro de enfermagem, de técnicos e de auxiliares, a disponibilidade da tecnologia apropriada ao serviço dos cuidados primários, e uma recente organização apropriada especialmente pensada para melhor o servir caracterizam o Novo Centro de Saúde de Sernancelhe.
 
 
     
  Valores

A nossa cultura, os valores beirões que partilhamos, constituem o padrão de comportamento que devemos respeitar e expressar na gestão das nossas actividades.

A Direcção e os Cuidados Personalizados têm responsabilidades acrescidas na consolidação desta identidade, através da concretização da nossa postura e visão, e pela afirmação e transmissão, pelo exemplo, dos nossos valores:
Respeito pela dignidade e bem estar da pessoa, Desenvolvimento Humano, Competência e Inovação
 
 

 

O QUE É?
  É nunca esquecer que a pessoa pelo facto de estar doente e carecer de ajuda, não perde nenhum dos direitos que configuram a sua dignidade e não pode ser descriminada.
  É assumir, colectiva e individualmente, o compromisso de tudo fazermos para assegurar, em primeiro lugar o melhor interesse da pessoa.
COMO
SE VÊ?
  Dar informação sobre os procedimentos, diagnósticos e terapêuticas existentes.
  Privilegiar o trabalho em equipa e cooperação.
  Na personalização e Humanização dos cuidados.
  Na prioridade dada à qualidade.
O QUE É?
  É crescer com a Instituição, apostando no contributo individual para a obtenção de resultados colectivos;
  É acreditar nas pessoas, na crença de que são princípio e o fim do sucesso, o elemento que faz a diferença;
  Na prática é fazer do dia a dia um permanente desafio de troca de experiências.
COMO
SE VÊ?
  Tem disponibilidade de tempo e energia para o diálogo com quem colabora quando precisam e sobre qualquer tema que estes considerem relevantes;
  Ensinar, escutar, aprender, saber comunicar;
  É verdadeiro, utiliza métodos correctos, procura ter uma boa postura na comunidade de Sernancelhe;
  Cumpre as regras e compromissos Institucionais, e esperemos que todos cumpram a boa ética profissional.
O QUE É?
  Motivação e interesse é concretizar com determinação e rigor;
  É a realização como símbolo do conhecimento e da experiência;
  Ser competente é ter vontade de ser exemplo e de provar que em cada dificuldade existe uma oportunidade.
COMO
SE VÊ?
  Capacidade de concretizar, de obter resultados, de concretizar objectivos;
  Faz o que tem em mente: coerência de palavras e acção;
  Oferecer ao Paciente e Utente o que ele deseja em qualidade e tempo e valor;
  É partilhar conhecimentos, formar sucessores.
O QUE É?
  É sobretudo o espírito de antecipação e capacidade para gerar alternativas e soluções de inovação;
  Diz-se que alguém é Inovador quando surpreende, cria;
  É um ser profissional que pela sua originalidade, estimula os que o rodeiam.
COMO
SE VÊ?
  Não "rotiniza", procura sempre novas formas de fazer;
  Abertura para o diálogo. vai ao encontro do outro. Estimula os colegas e outros profissionais;
  Propõe, não espera que lhe peçam;
  Nas reuniões de trabalho, os temas discutem-se com motivação, desejo de cooperação e respeito por todos os valores. Aceita a diferença enriquecendo-se com ela.