Voltar

 
 
mmmmmmmmmmmmmmm

 


 

 



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Centro de Saúde de Sernancelhe  
 
 
  Missão e valores
  Quem serve o C. de Saúde 
  Marcação de consulta
  Cartão de utente
  Vacinação
  Saúde escolar
  Consulta de recurso
  Cuidados continuados
  Gabinete do utente
  Saúde pública
 

 Cartão de Utente

 

Quais as vantagens concretas para o utente?
Como o cartão tem uma banda magnética e um número de identificação, permite que num terminal de computador se execute todo o processo burocrático de registo do doente. Assim o acesso aos hospitais, centros de saúde, farmácias e laboratórios será mais rápido.

 
 
 
 

 

O cartão:
 
 

 

 

O que é?
É um cartão criado pelo Ministério da Saúde, que identifica o cidadão de forma única perante os serviços de saúde.

Para que foi criado?
Até há poucos anos atrás, o cidadão quando pretendia utilizar os serviços de saúde pertencentes ao Serviço Nacional de Saúde, necessitava de apresentar um cartão do seu Centro de Saúde (a maior parte das vezes preenchido à mão, rasurado e com dados incorrectos) ou um cartão do subsistema ao qual pertencia (ADSE, SAMS, etc.), obrigando a repetir verbalmente, no acto da inscrição de uma consulta ou na realização de um exame complementar de diagnóstico, todos os seus dados de identificação (Nome, morada, data de nascimento, etc.). Para que o estado pudesse gerir capazmente o serviço público de saúde, teria que conhecer de facto quantos são os seus utentes, quais os serviços que utilizam e os custos que daí resultam. Actualmente isso é impossível de determinar.
Além disso, é de todos conhecida as dificuldades burocráticas que existem na marcação de consultas ou exames complementares de diagnóstico.
A criação de um cartão com todos esses dados, e com um número único que identifica o utente, ajuda a  resolver ou minorar todos esses problemas.

Quais as vantagens concretas para o utente?
Como o cartão tem uma banda magnética e um número de identificação, permite que num terminal de computador se execute todo o processo burocrático de registo do doente. Assim o acesso aos hospitais, centros de saúde, farmácias e laboratórios será mais rápido. As consultas para o hospital poderão ser feitas no Centro de Saúde sem necessidade de deslocação, e sem ter que repetir novamente todos os seus dados de identificação. Ao dirigir-se a uma urgência hospitalar, a inscrição será assim também muito mais rápida.
Se não tiver cartão do utente terá que pagar as consultas de acordo com a seguinte tabela:

  • Consultas no Centro de Saúde - €13,50

  • Atendimento Complementar - €13,50

Quem pode utilizar este cartão?
Todos os cidadãos nacionais ou estrangeiros residentes em Portugal.

Como se obtém?
Dirija-se ao Centro de Saúde e procure os serviços do cartão do utente que se encontram a funcionar.


Leve consigo os seguintes documentos:

  • Bilhete de Identidade

  • Documento comprovativo do local de residência (factura da água, luz, etc.)

  • Cartão do Centro de Saúde (se o tiver)

  • Cartão da Segurança Social ou de outro subsistema de saúde ao qual pertença (ADSE, SAMS, SAD-PSP, CTT, etc.)

  • Se apenas tiver um seguro de saúde, deve levar a respectiva apólice.

 Se estiver isento do pagamento de taxa moderadora, ou beneficiar de algum regime especial de comparticipação de medicamentos, deve levar os documentos que o comprovem.
O funcionário que o atender preencherá a ficha de requisição com os seus dados e depois restar-lhe-á aguardar que o cartão lhe seja enviado.

 


Quais são as situações que não necessitam da apresentação do cartão?
  • Crianças recém-nascidas (até ao fim do prazo legal para realização dos respectivos registos)

  • Migrantes abrangidos por acordos ou convenções internacionais

  • Actos médico-sanitários prestados no âmbito de acções de saúde pública ou decorrentes de imposição legal.